Creio Já

Juliana de Paula - Faça-se

Compositor(es): Alexandre Santos

Ainda me lembro das noites de angústia e incerteza que vivi.

E, em meio ao pranto, o Senhor estava ali, a me ouvir,

A enxugar as minhas lágrimas.

Quantas vezes, em meio a fortes tempestades, quando não mais esperava,

ele veio ao meu encontro...

Me levou a caminhar sobre as águas,

me fez ver o quanto era tão pequena a minha fé.

Mesmo quando parecia estar dormindo,

ergueu com autoridade o seu braço forte e santo.

E acalmou os ventos, cessou a tempestade.

Por isso eu creio hoje, creio já.
Creio que o amor sempre vencerá as tormentas que a vida trouxer.

Creio sem desanimar, pois sei que Deus sempre estará

ao meu lado pro que der e vier.

Por isso eu creio hoje, creio já.

Creio que a vida sempre será recriada em cada amanhecer.

Sei que nem dor nem espada, morte, angústia nem nada

irá nos separar do amor de Deus.

Aindamelembrodasnoitesdeangústiaeincertezaquevivi.
E,emmeioaopranto,oSenhorestavaali,ameouvir,
Aenxugarasminhaslágrimas.
Quantasvezes,emmeioafortestempestades,quandonãomaisesperava,
eleveioaomeuencontro...
Melevouacaminharsobreaságuas,
mefezveroquantoeratãopequenaaminhafé.
Mesmoquandopareciaestardormindo,
ergueucomautoridadeoseubraçoforteesanto.
Eacalmouosventos,cessouatempestade.
Porissoeucreiohoje,creiojá.
Creioqueoamorsemprevenceráastormentasqueavidatrouxer.
Creiosemdesanimar,poisseiqueDeussempreestará
aomeuladoproquederevier.
Porissoeucreiohoje,creiojá.
Creioqueavidasempreserárecriadaemcadaamanhecer.
Seiquenemdornemespada,morte,angústianemnada
iránosseparardoamordeDeus.
↑ topo