FORMAÇÃO

6 conselhos de São João Paulo II aos artistas

Veja alguns conselhos encontrados na Carta de São João Paulo II aos artistas

A arte é um dom de Deus para os homens. Por meio dela, o homem e a mulher são capazes de incutir esperança nos corações e perpetuar a cultura de um povo.

Desde sua infância, João Paulo II foi um apaixonado pelas artes, e em seu pontificado trabalhou para que, por meio da arte, o homem moderno pudesse contemplar a beleza da criação. Todo e qualquer dom é concedido por Deus, fruto de Sua gratuidade e amor ao homem, tendo em vista o serviço aos outros, na construção e continuação do Reino de Deus. São Lucas, nos Atos dos Apóstolos, afirma:“Há mais alegria em dar do que em receber” (cf. At 20,35).

São João Paulo II.
Foto: Internet.

Selecionamos para os artistas seis conselhos do Papa João Paulo II. Que esses conselhos possam levá-los a uma profunda reflexão e motivá-los a continuar perseverantes na perpetuação do dom que recebestes.

  1. Desejo a todos vós, artistas caríssimos, que sejais abençoados, com particular intensidade, por essas inspirações criativas. A beleza, que transmitimos às gerações futuras, seja tal que avive nelas o assombro. Diante da sacralidade da vida e do ser humano, diante das maravilhas do universo, o assombro é a única atitude condigna.
  2. O Espírito é o misterioso artista do universo. Faço votos de que todos os artistas possam receber em abundância o dom daquelas inspirações criativas donde tem início toda a autêntica obra de arte.
  3. Que as vossas múltiplas sendas, artistas do mundo, possam conduzir todas àquele Oceano infinito de beleza, onde o assombro se converte em admiração, inebriamento, alegria inexprimível. Sirva-vos de guia e inspiração o mistério de Cristo ressuscitado, em cuja contemplação se alegra a Igreja nestes dias.
  4. Compete a vós, homens e mulheres, que dedicastes a vossa vida à arte, afirmar com a riqueza da vossa genialidade que, em Cristo, o mundo está redimido: está redimido o homem, está redimido o corpo humano, está redimida a criação inteira, da qual São Paulo escreveu que «aguarda ansiosa a revelação dos filhos de Deus» (Rm 8,19).
  5. A sociedade tem necessidade de artistas, da mesma forma que precisa de cientistas, técnicos, trabalhadores, especialistas, testemunhas da fé, professores, pais e mães, que garantam o crescimento da pessoa e o progresso da comunidade, através daquela forma sublime de arte que é a «arte de educar».
  6. Vivendo e agindo é que o homem estabelece a sua relação com o ser, a verdade e o bem. O artista vive numa relação peculiar com a beleza. Pode-se dizer, com profunda verdade, que a beleza é a vocação a que o Criador o chamou com o dom do «talento artístico».

 

 

Adailton Batista
Comunidade Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

Este conteúdo foi plublicado na(s) categoria(s) Formação.
↑ topo