Os critérios da escolha do repertório para o show

Dunga, missionário e cantor da Comunidade Canção Nova, fala sobre a escolha do repertório para realizar um bom show

Depois que chegamos a um determinado ponto da nossa carreira, é cada vez mais difícil fazer a escolha do repertório para um show. No meu caso, por exemplo, tenho praticamente 100 músicas gravadas, e em um show normal, chego a cantar 16 músicas. Então, imagine, eu preciso escolher 16 entre 100 músicas.

Os critérios da escolha do repertório para o show

Dunga conta que não fica preso ao repertório e deixa o coração aberto a unção do Espírito Santo. Foto:WesleyAlmeida/cancaonova.com

Como escolhemos essas músicas? Primeiramente, analisamos o perfil do público que estará assistindo ao show, o ambiente em que ele vai acontecer e também, é claro, o momento que estamos vivendo no país, o momento espiritual que as pessoas estão vivendo. Analisamos também o tipo de encontro que estamos participando, se é da Renovação Carismática Católica (RCC) ou se é da Pastoral da Juventude, Pastoral da Sobriedade; se é um encontro para casais ou para jovens. Tudo isso é levado em conta.

Na Canção Nova, temos várias formações de banda, vários músicos com características diferentes, e essas características, muitas vezes, também são levadas em conta na escolha da música que será tocada no show.

Os critérios da escolha do repertório para o show

Dunga leva em conta que antes de preparar um repertório é preciso analisar o perfil do público, o ambiente, dentre outras coisas. Foto:WesleyAlmeida/cancaonova.com

Mesmo com a escolha do repertório, nós ficamos livres, não estamos presos a ele. Deus também, com frequência, surpreende-nos no decorrer do show e nos inspira; então, com docilidade, mudamos o repertório pela moção do Espírito Santo, e isso é muito importante, porque ser conduzido pelo Espírito Santo significa ter a liberdade e a coragem de mudar conforme a reação daquele público. Por exemplo, eu me guio muito pela fisionomia do público, e, muitas vezes, a expressão dele em frente ao palco me inspira a uma outra canção. Muitas vezes, ao terminar uma canção, antes de olhar para a folha do repertório, Deus coloca outra música em nosso coração.

Os critérios da escolha do repertório para o show

Um dos critérios analisados antes de pensar em um repertório é o público que participará do show. Foto:WesleyAlmeida/cancaonova.com

São muitos os fatores que garantem o êxito daquele concerto. Vejo também que ter 100 músicas compostas e gravadas implica uma grande responsabilidade, porque cada uma delas é uma história de conversão. Então, qualquer música que formos cantar, precisamos fazer como se fosse a primeira vez. É o caso da música ‘Restauração’. Quando eu gravei essa canção, fiz um pedido a Deus, de que, toda vez que eu a cantasse, que o fizesse como se fosse a primeira, a única ou a última vez que a cantava, pela importância que ela tem em minha vida e na vida das pessoas que a escutam.

Os critérios da escolha do repertório para o show

Até mesmo o perfil de cada músico que compõe a banda no show influência na escolha do repertório. Foto:WesleyAlmeida/cancaonova.com

Tudo isso que eu citei acima é levado em consideração na hora de pensar em um repertório para o show. Nem sempre eu canto o que eu quero cantar; muitas vezes, canto o que o Espírito Santo me conduziu a cantar ou o que aquelas pessoas gostariam de ouvir. No entanto, o mais importante é que possamos fazer a diferença entre ter o dom e a unção. Dom para cantar muitos têm, mas a unção precisa de uma relação muito íntima do cantor e dos músicos com o Espírito Santo.

A escolha do repertório para o show

Adquira o mais novo CD do Dunga A Festa Começou na Loja Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

Este conteúdo foi plublicado na(s) categoria(s) Formação.
↑ topo