Dons

Jovem testemunha a presença da música em sua vida

“Não somos nós que escolhemos ser ministros de música, é um chamado que o Senhor nos faz”, disse a jovem Ariele

Alessandra Borges
Da redação

O Canal da Música conta o testemunho da jovem Ariele Aline Pereira da Silva, da cidade de Guaratinguetá (SP), que participa, há mais de 10 anos, do Grupo de Oração Sagrada Família Jovens e auxilia na coordenação arquidiocesana de música da Arquidiocese de Aparecida, além de cantar também nos encontros e eventos da Renovação Carismática Católica.

Ariele conta que, desde pequena, acompanhava seus pais nos ensaios do coral que eles participavam na sua paróquia. Aquele ambiente de som, vozes, instrumentos e regência sempre a encantou, mas foi no ano de 2007 que a jovem recebeu o convite para cantar no grupo de oração da sua comunidade. E a partir do seu ‘sim’ para assumir o ministério de música do grupo, ela também começou a participar das escalas dos músicos de sua paróquia.

Jovem testemunha a presenca da musica em sua vida

Ariele (mais ao centro da foto, com blusa cor-de-rosa) com outros músicos durante encontros da Renovação Carismática Católica. Foto: Arquivo Pessoal

“Num sábado, cheguei ao grupo de oração e me pediram para rezar o terço. Estava rezando e percebi uma movimentação da equipe de coordenação no fim do salão. Finalizamos o terço e eles me chamaram: ‘Hoje, apenas o André (violão) e a Priscila (animadora) estão conosco. Eles precisam de ajuda, então você cantará’. Na hora, foi um grande choque, mas, por obediência, cantei. Desafinei, semitonei, errei letra, mas hoje colho os frutos de mais de oito anos ministrando música. Tenho para mim que não somos nós que escolhemos ser ministros de música, mas é um chamado que o Senhor nos faz.

O dom vem d’Ele. No momento e no tempo certo, Ele nos convida a servi-Lo. Quanto a nós, cabe investirmos nesse dom [aulas, ensaios e oração], para que possamos, cada vez mais, dar nosso melhor a Deus”, partilhou Ariele.

Sua preparação para participar do ministério de música

Para ser um bom músico e levar a evangelização por meio das canções, é preciso preparar-se, como conta Ariele. Sua preparação envolve algumas etapas, desde o aquecimento vocal até a organização das cifras e dos instrumentos que serão utilizados durante a celebração da Santa Missa ou do grupo de oração.

“Normalmente, chego uns 10 minutos antes e vou até a capela para rezar. Ali, naquele momento, consagro todos do ministério diante da presença de Cristo, para que Ele faça em nós e por intermédio de nós. Durante a celebração, também não descuido da voz, por isso sempre estou com uma garrafinha de água e atenta ao que acontece na celebração, pois pode ser que o padre nos peça músicas ou demais coisas”, explicou a jovem.

Os desafios e a alegria de servir a Deus por meio da música

Ariele destaca que “os desafios são grandes”, porque para “servir a Deus é preciso colocá-Lo como centro e entender que estamos ali para servi-Lo. Dentro da minha paróquia, cada grupo de música tem sua identidade. Como é gratificante colhermos os frutos quando nos dobramos para poder conviver e aprender com o outro! Como nos enriquecem as experiências do irmão!”, afirmou Ariele.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo