Volta Ao Pai

Fátima Souza - Epifania

Olha pra mim, vê como estou
Suplico por um pouco de amor
Atrás de ilusões, a que ponto cheguei?
Meu pai, tuas riquezas eu gastei
Fome passei e humilhação
Perdido no caminho da ilusão
Ao pai vou voltar e então vou dizer:
-Pequei contra o céu e contra ti!
Quero ficar bem perto de ti
Prometo do teu lado não sair

Não mereço teu filho ser chamado
Trata-me como humilde empregado
Não mereço teu filho ser chamado
Mas ao me ver foi correndo me abraçar
Com mil beijos nem me deixou falar...

“És meu filho, meu filho muito amado
E te quero pra sempre do meu lado
Toda tarde aqui neste lugar
Eu estava meu filho a te esperar

Hoje festa no céu assim será
Pois meu filho perdido volta ao lar!”