FICA A DICA

Gravei um CD. E agora? - Escrevendo um release

Divulgar é uma arte e precisa ser bem feito para trazer os resultados esperados

Eu recebo CDs em casa com relativa frequência, e a maioria deles vem acompanhado com um material descritivo que, lamentavelmente, não costumo ler até o final. Por quê? Porque são desinteressantes.

A vida, hoje, é extremamente acelerada. Estamos, continuamente, conectados e sobrecarregados de tarefas e informações. Esse texto, por exemplo, está sendo escrito às 5h40. Enquanto preparo leite para o meu filho, verifico meus e-mails e confiro se saiu algum episódio novo da temporada que assisto. Então, é com esse tipo de dinâmica que o release de uma banda concorre.

Foto: Eduardo José/Daniel Mafra

Alguns lembretes antes de escrever:

Prenda a atenção!
Especialistas dizem que o tempo médio de visualização de um vídeo, em uma rede social, é de três segundos. Quanto tempo, então, você acha que dispõe para ter a atenção de alguém para ler o release da sua banda?

Seja simples, curto, objetivo e, principalmente, seja interessante!

Escolha bem o título!
Sim, eu compro livros pela capa. Minha mulher me disse que eu tinha interesse de ler todos os livros de um autor apenas, porque adorava os títulos! Escolha um título que desperte curiosidade, urgência e autoridade.

Evite adjetivos
Eu sei que você adora a sua banda e o som que ela faz. Sei que você se acha um artista extraordinário, mas quem está lendo seu release pode não o conhecer e, o que seria ainda mais dificultador, não gostar da sua música nem de você. Então, valorize os fatos! O que você está realmente divulgando? O que você conquistou? O que realizou?

…a não ser que sejam de alguém mais famoso que você!
Deu no New York Times, o blogueiro mais importante comentou no vídeo da semana, e aquele artista, com décadas de estrada e muitos CDs vendidos, afirmou sobre você? Publique no seu release! Autoelogio é horrível, mas elogio de terceiros é agregador!

Veja mais:
:: Talento, vocação e dom: descubra se você os tem :: 
:: Três itens essencias para o músico católico ::

Sobre o texto:
– Não cometa erros de digitação nem de ortografia;
– Não use CapsLock (caixa alta);
– Não ultrapasse 225 palavras;
– Abuse de parágrafos;
– Consiga um gancho. Lembra-se do discurso de Martin Luther King? Mesmo que você tenha dito ‘sim’, tenho absoluta a certeza de que não se lembra dele. Apenas das três palavras: “Eu tenho um sonho”. Esse foi o gancho! Consiga um gancho que fique ecoando no leitor do seu release;
– Não coloque informações desnecessárias;
– Não se esqueça dos contatos;
– Seja emocional! Mas tenha cuidado para não parecer verbete da Wikipédia.

Call to action!
Convide a uma ação. Ao fim do seu release, o leitor precisa sentir vontade de ouvir sua música, ver o seu clipe, entrar no seu site ou qualquer coisa que você esteja divulgando. Chame para a ação!

Por fim: papo de elevador!
Esse é um conceito simples e atual. Eu moro no 7º andar e confesso que parece uma eternidade. Mas quando aquela vozinha prolixa 98% entra junto comigo, o trajeto parece insuportável! Lembre-se deste conceito: você tem que ser capaz de contar sua história em um tempo equivalente a uma “conversa de elevador”. Menos é mais.


Augusto Cezar

Músico da banda DOM, compositor, escritor de 3 livros, professor e palestrante. Não sou nada do que realizei. Fui e sou tudo o que amei e amo. Além disso, não sou mais nada. www.augustocezarcornelius.com.br

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

Este conteúdo foi plublicado na(s) categoria(s) Formação.
↑ topo