FORMAÇÃO

Empreendedorismo e música católica

Aprenda a divulgar melhor sua música nas redes sociais

Você gravou o CD tão esperado! Seu grupo conseguiu arrecadar os recursos necessários para registrar as canções que sua paróquia tanto gosta! Mas e agora? Com os CDs em mãos, como divulgar seu trabalho e fazer sua música ser ouvida “por sobre os telhados” (Mt 10,7)?

Para começar, é preciso saber onde você quer chegar!

Mesmo que o processo de gravação tenha sido iniciado e concluído sem que você ou seu grupo tenha se preocupado com isso, é preciso saber onde vocês querem chegar. Gravar um álbum já pode ser o ponto final, e assim é para muitos artistas. Precisamos nos perguntar o sentido de tudo o que fazemos; ainda que nossas respostas mudem, não devemos deixar de nos perguntar sobre nossas metas.

Comece com a inspiração!

Calma, eu explico. O que você e seu grupo têm de mais precioso é a sua inspiração, essa identidade única que Deus lhe deu. Por isso, não se distanciem dela. Ela está nas canções, nas letras, nos arranjos, nas vozes, nas características do seu ministério, nos seus carismas. Então, finquem os pés aí. Não copiem nem colem. Não façam mais do mesmo. Valorizem o que têm e não procurem o que não têm.

Redes Sociais: lugar onde vivemos e devemos evangelizar!

Criar uma página em uma rede social é só o começo, mas “toda jornada começa com um primeiro passo”. Então, capriche!

Uma página tem inúmeras vantagens para um artista:

  • Acesso às métricas de público
  • Impulsionamento de publicações segmentando o público alvo por localidade, idade, sexo, interesses etc.
  • Programação de postagens.
  • E muito mais.

Capa, fotos e links

  • Tenha atenção com as imagens que você utiliza. Escolha as melhores imagens por qualidade e identificação com a banda. Um grupo de rapazes com roupas escuras, encostados em um muro e com rostos sérios pode ser coerente com uma banda de rock, mas se seu ministério tem um estilo mais pop, é melhor rever o cenário, o guarda-roupas e a direção de fotografia.
  • Use fotos em alta-resolução (PNG) e com 851×351 ou 150 DPI.
  • A capa da sua página deve conter os contatos de forma visível. No entanto, nunca se esqueça de que você é um artista e tem de ter arte em tudo: cuide do design.
  • Capriche nas informações na parte “sobre” você.
  • Utilize links que facilitem acessos ao seu site, agendamento de show, canal do Youtube e tudo o mais que for importante.
  • Se seu trabalho for independente, você pode abrir uma loja no Facebook e vender seus CDs por lá. É rápido, simples e cada vez mais todos nós estamos comprando e vendendo pela internet, especialmente a internet móvel dos nossos celulares.
  • Use fotos de shows e também fotos do seu dia a dia (desde que seja interessante para o seu público).
  • Tente descobrir o que interessa a eles: se desejam conhecer a história por trás de cada canção, se querem saber um pouco mais do testemunho de vida dos integrantes ou do grupo em geral. Pode ser que muita gente já tente tocar suas canções em versões cover: divulgue! Algo que aprendi é que as canções não são minhas, são nossas!
  • Faça da sua página não um exercício de como você acha que deve ser, mas tente ser útil e valioso para o seu público, pois ele é o sentido do artista. Podemos dizer ainda mais ao nos relembrarmos das palavras do poeta Ferreira Gullar: “O sentido da vida é o outro”.

Vídeos e lives

O diferencial de um evangelizador que também é músico é a sua música. Coloque-a para tocar! Utilize o recurso de lives da própria rede, mas seja interessante. Não apenas ligue a câmera e comece a tocar. Não! Faça uma reunião, anote os objetivos, liste canções, reze e pense no seu público, no momento que está passando. Cuide do cenário, da luz, do áudio e da conexão! Anuncie (impulsionamento) com antecedência, gerando expectativa e dando oportunidade de todos se organizarem para estar ligados com você. Uma boa ideia é gerar um tema e sempre ter certa regularidade.

Se você e seu ministério tiverem condições, faça um clipe. Lembre-se de que, mais do que contratar aquele profissional com experiência no mercado, é importante que você alinhe suas expectativas e metas a serem alcançadas. Quantas vezes vi artistas que investiram valores altos em profissionais sem nenhuma criatividade e compromisso com o trabalho! Muitas vezes, vi vitalizarem vídeos “amadores” de custo baixíssimo. Se você não entende do assunto, procure aprender um pouco e peça ajuda. Não se precipite nem procrastine.

Seja criativo e surpreenda!

Ouvi dizer de um cantor: pelo menos há algum movimento na internet – referindo-se a algumas postagens feitas na sua rede social. Não faça marola! Vente e chova! Faça um maremoto!

Em julho de 2013, Papa Francisco, ao se despedir dos jovens na Jornada Mundial da Juventude, disse: “Sejam revolucionários contra a cultura do provisório!”. Surpreenda sempre seu público. Responda comentários, dê parabéns no aniversário daquele fã de carteirinha, faça promoções e sorteios com periodicidade, gere conteúdos exclusivos, crie eventos divulgando onde estará tocando, partilhe as alegrias e tristezas. Identifique-se com seu público. Esteja próximo!

Lembre-se das palavras do apóstolo Paulo:

“Com os fracos tornei-me fraco, para ganhar os fracos; tornei-me tudo para todos, a fim de salvar alguns a todo custo” (1Cor 9,22).


Augusto Cezar

Músico da banda DOM, compositor, escritor de 3 livros, professor e palestrante. Não sou nada do que realizei. Fui e sou tudo o que amei e amo. Além disso, não sou mais nada. www.augustocezarcornelius.com.br

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

Este conteúdo foi plublicado na(s) categoria(s) Formação.
↑ topo