Músico, onde está sua motivação?

Juninho Cassimiro fala sobre a motivação do músico para exercer o dom recebido por Deus

Sobre a motivação do músico somos convidados a uma reflexão honesta e profunda.

Nós, que somos músicos, que recebemos de Deus esse dom e talento, podemos dizer que gostamos muito de música. Independente de ministério, quem é músico sente satisfação em pegar seu instrumento e desenvolver cada vez mais a qualidade na execução. Quem canta se satisfaz cantando, satisfaz-se também quando consegue, por exemplo, cantar como o cantor que é referência para ele. Há uma satisfação em cantar, com os amigos, o repertório de que gostam.

Percebam que, até aqui, nada há de diferente entre a música sacra e a secular. Estamos falando de dom e talento, ou seja, cantamos e tocamos, porque gostamos. Simples assim. No entanto, quando se trata de ministério, de evangelização, de um chamado de Deus, aí a motivação deve ser outra. A força da nossa motivação não está na música em si, mas na voz de quem nos chamou.

Músico, qual a sua motivação?

Juninho Cassimiro, além de músico, é Coordenador Nacional do Ministério de Música e Artes da RCC. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

O que me motiva, hoje, como músico, e o que deve motivar a todos é o amor a Jesus Cristo, Nosso Senhor, que é o centro de nossas vidas e de toda ação evangelizadora.

Digo por mim que é por amor a Jesus que canto, é por amor a Ele que saio de minha casa e pego estrada, avião, seja como for, e viajo por horas e horas, para anunciar o Seu nome.

Se não fosse por amor a Jesus, faria quando desse, quando tivesse vontade, mas não é assim. Eu sou impulsionado a evangelizar e anunciar o nome de Jesus, sabendo que tão pouco tempo nos resta. Não faço porque alguém me obriga. Eu sirvo o Senhor por amor e gratidão. É isso que dá sentido ao meu ministério: Amar Jesus!

Toda obra de evangelização tem uma única meta: anunciar Jesus Salvador. Para anuncia-Lo, preciso conhecê-Lo, pois não tem como falar de quem não conheço.

Para conhecer Jesus e amá-Lo, são necessárias três coisas:

1 – Vida de oração

 

Músico, onde está a sua motivação?

A força da motivação do músico católico não está na música por si, mas na voz do Senhor, que o chamou. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

 

É na oração que me encontro com Jesus. Eu falo com Ele e Ele fala comigo. Eu paro com tudo o que estou fazendo e me dirijo só a Ele. Assim como está em Lucas 10, quando Maria, irmã de Marta, senta-se aos pés de Jesus. Marta continua com suas atividades, enquanto Maria deixa tudo e escolhe a melhor parte, ficar perto de Jesus. Assim é a oração. 

Temos de parar e ficar aos pés de jesus, como um homem que fala com seu amigo. Assim, damos um passo para conhecermos mais Jesus.

2 – Leitura da Palavra

Músico, onde está a sua motivação?

O estudo da Palavra de Deus nos alimenta e fortalece para as batalhas diárias. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Na leitura da Bíblia, o próprio Deus fala conosco de forma viva e clara. A Bíblia é a Palavra de Deus, a boca do Senhor que nos instrui e salva. Não podemos dizer que conhecemos Deus, tampouco que O amamos se não lemos a Bíblia. Isso é impossível!

O importante é fazer a leitura orante, com devoção e escuta, pronto para ouvir o que Ele tem a nos falar.

3 – Sacramentos (Confissão e Eucaristia)

Músico, onde está a tua motivação?

A Eucarística é o ápice do nosso encontro com Deus. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Nesses sacramentos, temos a comunhão com Jesus e com a Igreja pela ação do Espírito. Sem a comunhão não se ama Deus. Na comunhão, o próprio Senhor habita em nós, somos a Cidade de Jesus. Eis o grande momento de intimidade e comunhão. Quem comunga o Corpo e Sangue de Jesus, abre-se ao amor, enche-se de amor e é capaz de amá-Lo de verdade.

Enfim, o que deve ser a motivação dos músicos, é o amor a Jesus Cristo. Os sinais de amor a Ele são oração, leitura da Palavra e sacramentos. É isso que dá vida a meu ministério, pois preciso, sim, estar transbordando de tudo o que vem de Deus, para que minha música, cantando ou tocando, seja um derramamento da presença de Deus. Sem isso, o nosso ministério se perde.

O que dá sentido ao meu ministério é amar Jesus.

Música, onde está sua motivação?

O músico católico precisa ter sua alma aos pés de Jesus. Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Juninho Cassimiro é Coordenador Nacional do Ministério de Música e Artes da RCC.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

Este conteúdo foi plublicado na(s) categoria(s) Formação.
↑ topo